eSocial na Medicina e Segurança do Trabalho: O que eu preciso saber?

Atualizado em novembro 5, 2021
Por Rafael Nogueira

eSocial na Medicina e Segurança do Trabalho: O que eu preciso saber?

Atualizado em novembro 5, 2021
Por Rafael Nogueira

O eSocial já é uma realidade em muitas empresas do Brasil, e atualmente aquelas que possuem à Área de Gestão de Medicina e Segurança do Trabalho estão passando por um momento de atualização e reestruturação quanto aos seus processos. Isso porque a obrigatoriedade de envio dos eventos ligados ao SESMT, já está em vigor para as empresas do Grupo 01 e em breve valerá também para as empresas dos demais Grupos, seguindo o cronograma do Governo.

É comum encontrarmos profissionais que ainda estão com dúvidas sobre esse tema. Afinal, são muitas informações e nem todos os pontos são tão simples assim. 

Por isso, organizamos abaixo algumas informações importantes para quem está precisando se contextualizar quanto ao eSocial ligado à Área de Medicina e Segurança do Trabalho.

O que é o eSocial?

O eSocial é uma ferramenta do Governo Federal Brasileiro que tem como objetivo facilitar o envio e a administração de informações trabalhistas e fiscais, reunindo em uma única plataforma todas as informações necessárias para gestão, fiscalização e controle destas áreas.

Todos os dados coletados através do sistema serão armazenados em um único banco de dados, onde abrangerá informações de mais de 40 milhões de trabalhadores em todo território nacional, com participação de mais de 8 milhões de empresas, além de organizações especializadas em gestão administrativa e medicina e segurança do trabalho. 

Quais informações (eventos) são solicitadas das Áreas de Medicina e Segurança do Trabalho?

O Governo Federal estruturou uma lista contendo diversos eventos trabalhistas e previdenciários, entre os obrigatórios, 03 são específicos na área da medicina e segurança do trabalho. São eles: 

  • S-2210 – Comunicação de Acidente de Trabalho.
  • S-2220 – Monitoramento da Saúde do Trabalhador.
  • S-2240 – Condições Ambientais do Trabalho.

Cada um deles, conta com um layout e informações específicas para que possam ser enviados da maneira correta ao eSocial.

Todos esses dados e informações devem ser enviados de forma em que o governo poderá armazenar e fiscalizar se as empresas estão ou não cumprindo a legislação necessária para a segurança de seus respectivos trabalhadores.  

Quando passa a ser obrigatório o envio das informações?

A obrigatoriedade segue o cronograma estabelecido pelo Governo Federal, que foi dividido de acordo com a fase de implantação do programa e o faturamento anual das empresas, que foram divididas em grupos.

Por isso, você precisa ficar atento ao site oficial do eSocial, onde este cronograma é divulgado e atualizado, caso haja alguma mudança nas datas previstas.

Lembrando que em nossas redes sociais, sempre temos informações importantes sobre o eSocial ligado à Área de Medicina e Segurança do Trabalho.

Um ponto importante de se ter em mente é que o envio das informações, uma vez obrigatório, passa a se tornar periódico de acordo com cada um dos eventos. Assim, é preciso observar também o cronograma de envio das informações.

  • S-2210 – até primeiro dia útil após ocorrência ou, em caso de óbito, de imediato
  • S-2220 – até o dia 15 do mês seguinte ao exame.
  • S-2240 – até o dia 15 do mês seguinte ao início da obrigatoriedade dos eventos de SST ou do ingresso/admissão do trabalhador.

Como enviar as informações para o eSocial?

Por mais que pareça complexo e extensa a lista de informações obrigatórias a serem enviadas ao eSocial, quando se tem uma gestão de dados e informações feitas da maneira correta, isso deixa de ser uma grande preocupação!

O MediCop pode te ajudar neste sentido. Com ele, além da otimização e melhoria dos processos ligados à Área de Medicina e Segurança do trabalho, toda a integração com o eSocial é feita de maneira simples e prática de acordo com as necessidades impostas pela legislação atual.

O software permite que gestores e profissionais da área possam exercer suas funções em conjunto, proporcionando segurança de dados, reduzindo operações manuais e otimizando resultados.

Agora você pode contar com uma solução completa para gerenciar, reunir, organizar e enviar todas as informações ligadas ao SESMT para o eSocial. 

Quer conhecer um pouco mais sobre o MediCop?
Entre em contato conosco e agende uma demonstração!
Agende aqui sua demonstração.

Rafael Nogueira, aqui no Blog.

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: eSocial na Medicina e Segurança do Trabalho: O que eu preciso saber?.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tenha o total controle das informações do seu negócio, e conte com a nossa solução para crescer com você.
Share This